Imagem Whattsapp AMSlog Imagem Solicitar Ligação

Simule seu frete - Preencha as informações abaixo que logo nossa equipe entrará em contato!

AMSLog

BLOG DA AMSLOG

Quais os principais desafios da exportação e importação no Brasil?
Dicas de Comex - publicado em 13/02/2019

A própria estrutura descentralizada do comércio exterior no Brasil impõe desafios a serem superados tanto na exportação quanto na importação, sendo alguns deles comuns nos dois âmbitos. Veja agora quais os principais desafios da exportação e importação no Brasil:

 

  • Exportação

Para a exportação, mesmo com incentivos fiscais com o objetivo de derrubar algumas barreiras para fomentar a autoridade brasileira no mercado internacional, existem alguns desafios que vêm se prolongando por muitos anos. Vamos a eles:

 

Burocracia aduaneira

São muitas as etapas realizadas desde a negociação da mercadoria entre uma empresa brasileira e outra no exterior até a autorização de embarque no terminal de zona primária, onde se pretende executar o despacho de exportação. A simplificação das etapas e a diminuição de exigências são boas alternativas para a desburocratização na exportação.

 

Tributação

A tributação sobre os produtos nacionais ou nacionalizados com destino ao exterior diminui a competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional. Hoje, muitas empresas se preparam com base em estimativa de custos que envolve, inclusive, a simulação de cálculo na tributação para exportação, o que acaba sendo inserido no valor da mercadoria.

 

Estrutura precária

Muitas vezes uma empresa exportadora conclui a produção das mercadorias com certa antecedência em relação ao tempo previamente estimado, mas a precariedade nos arredores dos portos brasileiros acaba sendo uma grande barreira para a agilidade do acesso de cargas aos portos, o que torna um adiantamento em iminente atraso.

 

  • Importação

Se na exportação existem etapas que burocratizam o despacho de mercadorias para o exterior, na importação esse desafio é mais intenso e intencional para que o governo garanta total controle da entrada de mercadorias em território nacional por meio de seus órgãos intervenientes. Veja como é a burocracia na importação e outros desafios:

 

Burocracia

Na realização de tarefas para a conclusão de um despacho de importação, muitas vezes é exigido da empresa importadora e de seus representantes legais a execução de algumas etapas repetitivas, como o envio de um mesmo documento para diversos outros personagens da operação ou, até mesmo, a inclusão de dados da carga em portais de diferentes entidades.

 

Falta de padrão por parte das autoridades alfandegárias

O país é o mesmo, a legislação também, mas o entendimento de algumas autoridades de um ponto de zona primária no território aduaneiro pode divergir da interpretação de outras em um local diferente. Esse é um desafio enfrentado principalmente por empresas que utilizam diferentes unidades de entrada para a nacionalização de produtos.

 

Morosidade alfandegária

O tempo de análise e liberação de alguns órgãos anuentes causa diversos atrasos nas operações, o que obriga as empresas a planejarem os processos sempre levando em consideração a morosidade alfandegária.